Preleção da Semana – A ÁGUA FLUÍDA

“E qualquer que  tiver dado  só  que  seja um  copo  de  água fria por ser meu discípulo,   em verdade  vos  digo  que, de  modo algum,  perderá o  seu galardão”.   Jesus (Mateus, 10:42)   

Meu  amigo,  quando  Jesus  se  referiu  à  benção  do  copo  de  água  fria,  em  seu  nome, não apenas se reportava à compaixão rotineira que sacia a sede comum.             Detinha-se o Mestre no exame de valores espirituais mais profundos.     A  água  é  dos  corpos  o  mais  simples  e  receptivo  da  terra.  É  como  que  a  base  pura, em  que  a  medicação  do  Céu  pode  ser  impressa,  através  de  recursos  substanciais  de assistência ao corpo e à alma, embora em processo invisível aos olhos mortais.    A prece  intercessória  e  o  pensamento  de  bondade  representam  irradiações  de nossas melhores energias.     A criatura  que  ora  ou  medita  exterioriza  poderes,  emanações  e  fluidos  que,  por enquanto,  escapam  à  análise  da  inteligência  vulgar  e  a  linfa  potável  recebe  a  influência, de  modo  claro,  condensando  linhas  de  força  magnética  e  princípios  elétricos,  que  aliviam e sustentam, ajudam e curam.     A fonte  que  procede  do  coração  da  Terra  e  a  rogativa  que  flui  no  imo  d’alma, quando se unem na difusão do bem, operam milagres.     O Espírito  que  se  eleva  na  direção  do  céu  é  antena  viva,  captando  potências  da natureza  superior,  podendo  distribuí-las  em  benefício  de  todos  os  que  lhe  seguem  a marcha.     Ninguém  existe  órfão  de  semelhante  amparo.  Para  auxiliar  a  outrem  e  a  si  mesmo, bastam a boa vontade e a confiança positiva.     Reconheçamos,  pois,  que  o  Mestre,  quando  se  referiu  à  água  simples,  doada  em nome  da sua  memória, reportava-se ao valor real  da  providência, em  benefício  da  carne  e do  espírito, sempre que estacionem  através  de  zonas  enfermiças.  Se  desejas, portanto, o concurso  dos  Amigos  Espirituais,  na  solução  de  tuas  necessidades  fisiológicas  ou  dos problemas  de  saúde  e  equilíbrio  dos  companheiros,  coloca  o  teu  recipiente  de  água cristalina,  à  frente  de  tuas  orações,  espera  e  confia.  O  orvalho  do  Plano  Divino magnetizará  o  liquido,  com  raios  de  amor,  em  forma  de  bênção,  e  estarás,  então, consagrando o sublime ensinamento do copo de água pura, abençoado nos Céus.

Esse post foi publicado em Preleção da Semana e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s