Preleção da Semana – 97 – PAI E AMIGO

97 – PAI E AMIGO
“ E levantando-se, foi para seu pai; e quando ainda estava
longe, o pai chegou a vê-lo, moveu-se de íntima compaixão
e, correndo, lançou-se lhe ao pescoço e o beijou.” – Jesus
(LUCAS, 15:20.)
É possível que essa ou aquela falta te sombreie o coração, impelindo-te ao desânimo.
Anseias respirar a fé pura, entregar-te aos misteres do bem, contudo, trazes remorso e
tristeza.
Dissipaste as forças da vida, extraviaste votos santificantes, erraste, caíste na negação,
qual viajor que perdesse a luz..
.Entretanto, recorda a Providência Divina a reerguer-te.
O amor de Deus nunca falta.
Para toda ferida haverá remédio adequado
.Para todo desequilíbrio aparecerá o reajuste
.Fixa-te no ensinamento do Cristo, enunciando o retorno do filho pródigo.
O reencontro não se deu em casa, com remoques e humilhações para o moço em
desvalimento.
Assinalando-o no caminho de volta ” e, quando ainda estava longe, o pai, ao vê-lo,
moveu-se de íntima compaixão e, correndo, lançou-se-lhe ao pescoço e o beijou.
O pai não esperou que o filho se penitenciasse o rojo, não exigiu excusas, não solicitou
justificativas e nem impôs condições de qualquer natureza para estender-se os braços;
apenas aguardou que o filho se levantasse e lhe desejasse o calor do coração.

Esse post foi publicado em Preleção da Semana. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s