Preleção da Semana – NA  GLEBA DO MUNDO

​”Mas  o  que  foi semeado  em boa  terra  é  o  que  ouve  a  palavra e  a  compreende. Este  frutifica e  produz  a  cem, a  sessenta   e  a  trinta  por um”. – JESUS. (Mateus, 13:23.). 

Efetivamente, a vida é comparável ao trato de solo que nos é concedido cultivar.   Ergue-te, cada dia, e  ampara o  teu  campo  de  serviço, a  fim  de  que  te  incumbes.  O  terreno é o próximo que te propicia colheita.   Lavrar o talhão é dar de nós sem pensar em nós.   Basta  plantes  o  bem  para  que  o  bem  te  responda.  Para  isso,  no  entanto,  é  imperioso agir e perseverar no trabalho.   Nunca esmorecer.   Qual  ocorre  na  lavoura  comum, é  preciso contar  com  aguaceiro  e canícula, granizo e  vento, praga e detrito.   Não valem reclamações. Remova a dificuldade e prossegue firme.   Acima de tudo, importa o rendimento da produção para o benefício de todos.   Se  alguém  te  despreza,  menoscabando  a  suposta  singeleza    do  encargo  que  te  coube, esquece a incompreensão alheia e continua plantando para abastança geral.   Muita  gente  não  se  recorda  de  que  o  pão  alvo  sobe  à  mesa  à  custa  do  suor  de  quantos mergulham as mãos no barro da gleba, a fim de que a semente possa frutificar.   Quando  essa  ou  aquela  pessoa  te  requisite  a  descanso,  sem  que  a  tua  consciência  acuse fadiga, não acredites nessa ilusão.   A ferrugem do ócio consome o arado muito mais que a movimentação no serviço.   Trabalha e confia, na certeza de que o Senhor da Obra te observa e segue vigilante.   Não duvides, nem temas.   Dá  o  melhor  de  ti  mesmo  a  Seara  da  vida,  e  o  Divino  Lavrador,  sem  que  percebas, pendurará nas frondes do teu ideal a floração da esperança e a messe do triunfo. 

Publicado em Diversos | Deixe um comentário

Preleção da Semana – A SENDA ESTREITA

“Porfiai por entrar pela porta estreita…” – JESUS (Lucas, 13:24.).

   Não  te  aconselhes  com  a  facilidade  humana  para  a  solução  dos  problemas  que  te inquietam a alma.   Realização pede trabalho.   Vitória exige luta.   Muitos  jornadeiam  no  mundo  na  larga  avenida  dos prazeres efêmeros e  esbarram  no  cipoal do tédio ou da intemperança, quando não sucumbem sob as farpas do crime.   Muitos  preferem  a  estrada  agradável  dos  caprichos  pessoais  atendidos  e  caem, desavisados,  nos  fojos  de  tenebrosos  enganos,  quando  não  se  despenham  nos  precipícios de tardio arrependimento.   Seja  qual  for  a  experiência  em  que  te  situas, na  terra, lembra-te de que ninguém  recebe  um berço  entre  homens  para  acomodar-se  com  a  inércia,  no  desprezo  deliberado  às  leis  que regem a vida.   Nosso dever é a nossa escola.   Por  isso  mesmo,  a  senda  estreita  a  que  se refere  Jesus é a  fidelidade que nos cabe  manter limpa e constante, no culto às obrigações assumidas diante do Bem Eterno.   Para  sustentá-la,  é  imprescindível  sacrificar  no  santuário  do  coração  tudo  aquilo  que constitua bagagem de sombra no campo de nossas aspirações e desejos.   Adaptamos-nos  à  disciplina  do próprio espírito na garantia da felicidade geral  é estabelecer em nós próprios o caminho para o Céu que almejamos.    Não  te  detenhas  no  círculo  das  vantagens  que  se  apagam  em  fulguração  passageira,  de vez  que  a  ociosidade  compra,  em  desfavor  de  si  mesma,  as  chagas  da  penúria  e  as  trevas da ignorância.   Porfia na renuncia que eleva e edifica, enobrece e ilumina.   Não desdenhas a provação e o trabalho, a abnegação e o suor.   E,  em  todas  as  circunstâncias,  recorda  sempre  que  a  “porta  larga”  é  a  paixão  desregrada do “eu” e a “porta estreita” é sempre o amor intraduzível e incomensurável de Deus. 

Publicado em Preleção da Semana | Marcado com | Deixe um comentário

Preleção da Semana – A RIQUEZA REAL

 “Porque  o  meu  Deus, Segundo  as suas  riquezas,  suprirá todas as vossas  necessidades…”  PAULO. (Filipenses, 4:19.).   

Cada criatura transporta em si mesma os valores que amealha na vida.   Os sábios, por onde transitam, conduzem no espírito os tesouros do conhecimento.   Os bons, onde estiverem, guardam na própria alma a riqueza da alegria.   Os homens de boa-vontade carreiam consigo os talentos da simpatia.   As pessoas sinceras ocultam na própria personalidade a beleza espiritual.   Os filhos da boa-fé cultivam as flores da esperança.   Os companheiros da coragem irradiam de si mesmos a energia do bom ânimo.   As almas resignadas e valorosas se enriquecem com os dons da experiência.   Os obreiros da caridade são intérpretes da vida Superior.   A riqueza real é atributo da alma eterna e permanece incorrutível que a conquistou.   Por  isso  mesmo  reconhecemos  que  o  ouro,  a  fama,  o  poder  e  a  autoridade  entre  os homens  são  meras  expressões  de  destaque    efêmero,  valendo  por  instrumentos  de  serviço da alma, no estágio das reencarnações.   Desassisado  será  sempre  aquele  que  indisciplinadamente  disputa  as  aflições  da  posse material,  olvidando  que  há  mil  caminhos  sem  sombras  para  buscarmos,  com  o  próprio coração e com as próprias mãos, a felicidade imperecível.   A responsabilidade deve ser recebida, não provocada.   Muitos  ricos  da  fortuna  aparente  da  terra  funcionaram  na  posição  de  verdugos  do  Cristo, sentenciado  à  morte  entre  malfeitores,  entretanto,  o  Divino  Mestre,  com  as  simples  e  duras traves  da  Cruz,  produziu,  usando  o  amor  e  a  humildade,  o  tesouro  crescente  da  vida espiritual para os povos do mundo inteiro.   

Publicado em Preleção da Semana | Marcado com | Deixe um comentário

Preleção da Semana – DOENTES EM CASA

  “E  a  paz  de  Deus domina  em vossos corações  para a  qual também fostes   chamados em um corpo, e sede agradecidos”.- PAULO (Colossenses, 3:15.).  

 Se  abordasses  agora  o  Plano  Espiritual, para  lá da  morte física, e  aí  encontrasses  criaturas queridas em dificuldades, que farias?   Aqui,  talvez  surpreendesses  um  coração  paterno  em  frustração,  mais  além  abraçarias  um companheiro  ou  um  associado,  um  filho  ou  um  irmão,  carregando  o  resultado  infeliz  de certas ações vividas na terra…   Que  comportamento  adotarias  se  as  Leis  Divinas  te  outorgassem  livre  passaporte  para  as Esferas  Superiores  facultando-te,  porém,  a  possibilidade  de  permanecer  com  os  seres  inesquecíveis, em tarefas de amor?   Decerto,  estarias  a  decidir-te  pela  opção  insopitável.  Não  desejarias  compartilhar  os  Céus com  a  dor  de  haver  abandonado  corações  inolvidáveis  à  sombra  transitória  a  que  se empenham com os próprios erros.   Reconhecê-los-ias  por  doentes  reclamando  proteção.  Demorar-te-ias  junto  deles,  na prestação do auxílio necessário.   Referimo-nos à  imagem  para considerar  que os  parentes enfermos  ou difíceis  são criaturas,  às  quais,  antes  do  berço  em  que  te  refizeste  no  Plano  Físico,  prometeste  amparo  e dedicação.   Nascem  no  grupo  familiar,  realmente  convidados  por  ti  mesmo  ao  teu  convívio,  para  que possas assisti-los no devido refazimento.   Entendemos  no  assunto  que  existem  casos  para  os  quais  a  segregação  hospitalar demorada  e distante é  a medida que  não  se pode  evitar, mas se  tens contigo alguém  a  quem ames,  ergues-se  por  teste  permanente  de  compreensão  e  paciência,  no  instituto  doméstico, não  afastes  esse  alguém  do  clima  afetivo  em  que  te  encontres,  sob  o  pretexto  de  asserenar a família ou beneficiá-la.   Guarda  em  tua  própria  casa,  tanto  quanto  puderes,  os  parentes  portadores  de  provações  e não  lhes  decretes  o  exílio,  ainda  mesmo  a  preço  de  ouro.  Apóia-os,  qual  se  mostrem  as necessidades  e  lutas  que  lhes  marcam  a  existência,  na  certeza  de  que  todos  eles  são tesouros  de  Deus,  em  tarefas  sob  a  tua  responsabilidade,  ante  a  assistência  e  a  supervisão dos Mensageiros de Deus

Publicado em Preleção da Semana | Marcado com | Deixe um comentário

Preleção da Semana – LEGENDAS  DO TRIBUNO ESPÍRITA

​ “… Porque pelas tuas palavras serás justificado…” JESUS. (Mateus, 12:37.)

.   Cultuar  a beleza verbalista nas alocuções ou explicações que profira, alicerçando, porém, a palavra nas lições de Jesus.   Confiar na segurança própria, mas atrair a inspiração de ordem superior, através da prece.   Atualizar-se constantemente, examinando, todavia, as novidades antes de veiculá-las.   Reverenciar  a  verdade,  contudo;  buscar  o  “lado  bom”  das  situações  e  das  pessoas,  para  o destaque preciso.   Formar observações próprias, conduzindo, porém, as opiniões para o bem de todos.   Aprender  com  as  experiências  passadas,  estimulando,  simultaneamente,  as  iniciativas edificantes na direção do futuro.   Enaltecer idéias e emoções, sem  desprezar a linguagem compreensível e simples.   Instruir  o  cérebro  dos  ouvintes,  acordando  neles,  ao  mesmo  tempo,  o  desejo  de  cooperar no levantamento do bem.   Falar construtivamente, mas ouvir os outros, a fim de lhes entender os problemas

Publicado em Preleção da Semana | Marcado com | Deixe um comentário

Preleção da Semana – LEGENDAS  DO  LITERATO  ESPÍRITA 

​ “…  Nem só  de  pão  viverá  o  homem, mas  de  toda  palavra que  procede  de  Deus.”  – JESUS (Mateus, 4:4.)  Optar,  como  deseje,  por  essa  ou  aquela  escola  literária  respeitável,  mas  vincular  a  própria obra aos ensinamentos de Jesus.  Emitir  com  dignidade  os  conceitos  que  espose;  no  entanto,  afeiçoar-se  quanto  possível,  ao hábito da prece, buscando a inspiração dos Planos Superiores.  Exaltar o ideal, integrando-se, porém com a realidade.  Cultivar os primores do estilo, considerando, em todo tempo, a responsabilidade da palavra.   Enunciar  o  que  pense;  entretanto,  abster-se  de  segregação  nos  pontos  de  vista  pessoais, em detrimento da verdade.   Aperfeiçoar  os  valores  artísticos;  todavia,  evitar  o  hermetismo  que  obstrua  os  canais  de comunicação com os outros.   Entesourar  os  recursos  da  inteligência,  mas  reconhecer  que  a  cultura  intelectual,  só  por  si, nem sempre é fundamento absoluto na obra da sublimação do espírito.   Devotar-se à firmeza na exposição dos princípios que abraça, sem fomentar a discórdia.   Valorizar  os  amigos,  agradecendo-lhes  o  concurso;  no  entanto,  nunca  desprezar  os adversários ou subestimar-lhes a importância.   Conservar  a  certeza  do  que  ensina,  mas  estudar  sempre,  a  fim  de  ouvir  com  equilíbrio,  ver com segurança, analisar com proveito e servir mais. 

Publicado em Preleção da Semana | Marcado com | Deixe um comentário

​Preleção da Semana – EM TI PRÓPRIO

 “De  maneira  que  cada  um de  nós  dará conta  de  si mesmo  a  Deus”.  PAULO. (Romanos, 14:12.)

 Escutarás  muita  gente  a  falar  de  compreensão  e  talvez  que,  sob  o  reflexo  condicionado, repetirás  os  belos  conceitos  que  ouviste,  através  de  preleções  que  te  angariarão  simpatia  e respeito.  Entretanto,  se  não  colocares  o  assunto  nas  entranhas  da  alma,  situando-te  no  lugar daqueles  que  precisam    de  entendimento,  quase  nada  saberás  de  compreensão,  além  da certeza de que temos nela preciosa virtude.  Falarás  de paciência  e  assinalarás  muitas  vozes,  em  torno  de ti,  referindo-se,    no entanto,  se no  imo  do  próprio  ser  não  tens  necessidade  de  sofrer  por  algum  entre  amado,  muito  pouco perceberás acerca de calma e tolerância.  Exaltarás  o  amor,  a  bondade,  a  paz  e  a  união,  mas  se  nas  profundezas  do  espírito  não sentires,  algum  dia,  o  sofrimento  a  ensinar-te  o  valor  da  nota  de  consolação  sobre  a  dor  de que  te lamentas; a significação  da  migalha  de socorro  que  outrem  te  estenda  em  teus  dias  de carência  material;  a  importância  da  desculpa  de  alguém  a  essa  ou  àquela  falta  que cometeste  e  o  poder  do  gesto  de  pacificação  da  parte  de  algum  amigo  que  te  restituiu  a harmonia,  em  tuas  próprias  vivências,  ignorarás  realmente  o  que  sejam  entendimento  e generosidade, perdão e segurança íntima.  Seja  qual  a  dificuldade  em  que  te  vejas,  abstém  de  carregar  o  fardo  das  aflições  e  das perguntas sem remédio.  Penetra  no  silêncio  da própria alma, escuta  os pensamentos que te  nascem  do  próprio ser e reconhecerás que a solução da vida surgirá de ti mesmo

Publicado em Preleção da Semana | Marcado com , | Deixe um comentário